© 2019 Senador Sérgio Petecão -  Desenvolvido por Linnyki Fernandes

Petecão que saber tamanho do corte de verba para BR 364

O líder do PMN no Senado, Sérgio Petecão, ingressou esta quarta-feira (16) junto à Mesa Diretora do Senado Federal com um requerimento solicitando informações ao Ministério do Planejamento acerca do corte de verba anunciado para o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). O senador acreano pediu ainda o valor no corte de verba destinada à conclusão da BR 364, uma vez que as obras de pavimentação desta BR, especificamente o trecho ligando Sena Madureira a Cruzeiro do Sul, estão incluídas no PAC. Para o senador, o corte vai retardar mais ainda uma obra, ”que é esperada com enorme expectativa por todo o povo daquela região”.


Petecão lembrou que foram os próprios ministros do Planejamento, Miriam Melchior, e da Fazenda, Guido Mantega, que anunciaram oficialmente um corte de R$ 50 bilhões no Orçamento da União para o chamado ajuste fiscal. A redução nos recursos atingiu em cheio os mais diversos setores do Governo. Foram suspensos concursos públicos, nomeação de gente já aprovada e aumento do funcionalismo. Ao contrário do que havia sido prometido pelo Governo Federal anteriormente, até mesmo o PAC, com projetos de cunho fortemente social como o Minha Casa Minha Vida sofreram cortes substanciais. O Governo alegou necessidade urgente de equilibrar as contas públicas, mas alguns setores oficiais já sinalizam com a realização de alguns concursos públicos por pura questão de necessidade funcional para tocar a máquina pública.


Petecão disse que o corte nos recursos do PAC (e conseqüentemente da BR 364) com toda a certeza vai retardar o cronograma de obras. Os recursos já tinham sido prometidos e devidamente previstos no Orçamento desde o Governo anterior com aval do próprio ex-presidente Lula, que fez questão de fazer a declaração em uma de suas visitas ao Acre. A conclusão da BR 364, sobretudo no trecho Sena Madureira-Cruzeiro do Sul, funcionou como verdadeira bandeira política de diversos governos, mas se arrasta há mais de 10 anos para a preocupação e sofrimento da população local. Em particular nos meses de chuva, quando a 364 é fechada para tráfego e a população da região fica praticamente ilhada do resto do Estado e do país.


O senador do PMN disse que o corte nos recursos da conclusão da rodovia pode dar origem a uma mobilização da bancada federal no sentido de garantir a verba de uma obra que “para o Acre ,e especialmente para o Juruá,pode ser considerada a verdadeira redenção sócio-econômica de toda a região”. Petecão comparou a conclusão deste trecho da 364 com a construção da ponte do Madeira,”já que são obras essenciais que vão quebrar autênticos gargalos que há décadas emperram o desenvolvimento econômico e social do Juruá e do Estado em geral.São obras de vulto que exigem o esforço político conjunto suprapartidário,a fim de beneficiar diretamente todo o Estado”.