Bancada garante recurso ameaçado de cancelamento junto ao Calha Norte

O valor da perda atingiria R$ 14,245 milhões, afetando os municípios de Acrelândia, Bujari,  ruzeiro do Sul, Jordão, Mâncio Lima, Manoel Urbano, Marechal Thaumaturgo, Porto Acre, Porto Walter, Rodrigues Alves, Santa Rosa do Purus e Senador Guiomard.  

Sob a coordenação do senador Sérgio Petecão (PSD), a bancada federal do Acre e de outros Estados da região Norte, junto ao alto comando do Ministério da Defesa e do Programa Calha Norte, conseguiram evitar o cancelamento de mais de R$ 155 milhões em emendas para investimentos nos municípios do Norte que não conseguiram cumprir a meta de limite de gastos com despesas de pessoal.

No Acre, o valor da perda atingiria R$ 14,245 milhões, afetando os municípios de Acrelândia, Bujari, Cruzeiro do Sul, Jordão, Mâncio Lima, Manoel Urbano, Marechal Thaumaturgo, Porto Acre, Porto Walter, Rodrigues Alves, Santa Rosa do Purus e Senador Guiomard.

Para Petecão, o cancelamento seria injustificável, uma vez que as emendas são impositivas e garantidas pela Constituição Federal, não devendo, portanto, serem canceladas, conforme alegação feita pelo senador à direção do Programa Calha Norte.

“Felizmente, conseguimos reverter a situação, fizemos uma pressão grande junto ao Ministério inclusive alertei que não apresentaria mais emendas ao Calha Norte e que sugeriria aos demais parlamentares das bancadas que também não o fizesse caso eles não se retratassem” disse Petecão

Um levantamento realizado pela assessoria do senador Sérgio Petecão demonstrou que o possível cancelamento das emendas por parte do Programa Calha Norte atingiria também os Estados do Amapá, Amazonas, Rondônia e Roraima. Ao todo, centenas de municípios dos cinco Estados sofreriam a perda de mais R$ 155 milhões.

35 total views, 6 views today